spot_img
terça-feira, maio 17, 2022
spot_img

Anvisa aprova estudo clínico de medicamento contra a Covid-19 feito com células-tronco

Mais ou Menos
- Publicidade -spot_img
spot_img

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, nesta semana, o estudo clínico do primeiro medicamento à base de células-tronco para o tratamento da Covid-19, o COVI-MSC TM, desenvolvido pela empresa americana Sorrento Therapeutics. No Brasil, a empresa é representada pela Synova Pesquisa Científica.

O estudo autorizado é de fase 2: os pesquisadores vão testar a segurança, a tolerabilidade e a eficácia no tratamento do desconforto respiratório agudo causado pela Covid-19. A previsão é de que haja 100 voluntários para os testes.

Um grupo de voluntários vai receber o tratamento e o outro, uma substância inativa (placebo); a escolha de quem vai ou não receber o tratamento será feita de forma randomizada (aleatória). Nem os cientistas, nem os participantes saberão quem recebeu o quê; esse tipo de teste é chamado de duplo-cego.

COVI-MSC TM é uma “terapia avançada” – nome dado a tratamentos inovadores desenvolvidos à base de células ou de genes humanos. Esses produtos, considerados medicamentos especiais, necessitam de registro sanitário na Anvisa, feito de acordo com as instruções do fabricante.

Durante a fase de desenvolvimento e pesquisas controladas são definidas as indicações clínicas, os cuidados especiais durante e após o uso, os atributos de qualidade e também as principais reações adversas e os critérios para gestão de riscos do medicamento.

 

- Publicidade -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img
Últimas Notícias

McDonald ‘s anuncia saída da Rússia e deve deixar mais 60 mil desempregados

A McDonald 's decidiu se retirar do território russo e anunciou que está vendendo todas as lojas da rede....

Inscrições para estágio em Direito na PGE começam hoje em Manaus

Manaus/AM - As inscrições para o processo seletivo de novos estagiários de Direito para a Procuradoria Geral do Estado...
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img