spot_img
quinta-feira, maio 19, 2022
spot_img

Diretor da Imprensa Oficial do Amazonas, Mário Jorge morre aos 84 anos

Mais ou Menos
- Publicidade -spot_img
spot_img

Manaus/AM – O diretor técnico da Imprensa Oficial do Estado do Amazonas (IOA), Mário Jorge Corrêa, morreu aos 84 anos de idade, nesta terça-feira (18), em um hospital particular de Manaus. Ele era sociólogo e pós-graduado em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e completaria 30 anos de atuação na IOA no próximo dia 12 de junho.

Além da atuação como servidor público, Mário Jorge Corrêa trilhou brilhante trajetória dentro do campo da cultura, das artes, da literatura, do jornalismo e do mundo gráfico. Em março de 2021, foi reeleito membro do Conselho Fiscal da Associação Brasileira de Imprensas Oficiais (Abio) para o biênio 2021/2022, instituição na qual também atuou por quase 30 anos.

Mário Jorge nasceu em Manaus, no bairro de Aparecida, em 2 de janeiro de 1937. Desde o início da vida adulta, dedicou-se ao jornalismo e ao ramo da editoração gráfica. Chegou a ser chefe de operações da Rio Gráfica e Editora, atuou como supervisor de matérias do jornal “O Globo” e foi superintendente e assessor de presidência do jornal “A Crítica”, na época ainda comandado pelo jornalista e fundador Umberto Calderaro Filho. Também foi superintendente do jornal “Folha Popular”, do Grupo Garcia de Comunicação. Ele teve efetiva contribuição na editoração gráfica no Amazonas, sendo considerado um “expert” na edição e editoração de diversas obras da literatura do estado, prestando inestimável colaboração à cultura amazonense. Com alguns ensaios de sua autoria publicados nos jornais “A Notícia”, “Folha Popular” e no informativo “Solimões”, Mário Jorge Corrêa colaborou grandemente para o desenvolvimento do estado do Amazonas.

Amante da literatura brasileira e apaixonado pela pesquisa histórica e pela literatura filosófica de grandes vultos da humanidade, ele vinha elaborando um livro onde pretendia discorrer sobre a origem e a importância dos principais emblemas do mundo dos negócios, enfatizando associações internacionais. Para isso, dispunha de rico acervo sobre o assunto que vinha sendo pesquisado há muitos anos.

Mário Jorge Corrêa foi um dos grandes intelectuais da atualidade no estado. Era sócio titular da Associação dos Escritores do Amazonas e membro efetivo e fundador da Academia de Letras, Ciências e Artes do Amazonas (Alcear). Também desfrutava de largo prestígio como membro da Rotary Club Manaus, tendo sido eleito presidente no período de 2001 e 2002.

- Publicidade -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img
Últimas Notícias

Escola com seis salas custa acima de R$ 2,5 milhões em Manicoré

Manicoré/AM – A construção de uma escola com seis salas de aula no município vai gerar despesa em montante acima...

Ufam lança editais com vagas para professores substitutos em Manaus e interior

Manaus/AM - A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) publicou editais com vagas temporárias para professores substitutos em Manaus e...
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img